quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O que, realmente, conta

Acreditem quando vos digo que isto:


é um papel somente com frente e verso, e que aquelas letras pequeninas vermelhas que estão ali em baixo dizem, exactamente:


Ora, não tendo o papel nenhuma dobra, abertura, portal ou qualquer outro apetrecho que nos permita espreitar-lhe para o interior, eu tenho que deduzir que por "interior", se quer dizer "dê meia volta à coisa".
Isto traz-nos um novo olhar sobre muito do que por aí se diz, nomeadamente aquilo em que "a beleza que conta é a interior". Agora percebo como se pode concordar com isto. Não sendo uma pessoa de rabos, confesso que gosto deles, e não podia estar mais de acordo que uma das belezas que realmente importa é, sem dúvida, essa.
Pode dar azo a muito descarrilamento, mas que tem pinta poder-se dizer que "a tua beleza interior é o que me cativa mais" sem soar a frase de engate foleiro, lá isso tem!

5 comentários:

Martinha disse...

LOL que fail :D

Ribossoma disse...

claramente obra de arte do teu photoshop!

who's yo' mama?! disse...

Ribossoma: não gasto disso eu. Comigo é tudo natural, sem retoques.

Caia disse...

Um bom traseiro... tem muito que se lhe diga! :D

who's yo' mama?! disse...

Finalmente alguém que concorda comigo! ;)