quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Prolongamento

A coincidência do Cartão Jovem ser, a partir de agora, até aos 30 anos, sabe-me que é uma maravilha (apesar desta mudança ser mau sinal. Mas não vou estragar este momento...).

Agora, já só falta prolongarem-me a idade fértil, e eu posso voltar a ser a destravada de sempre.
Porque toda a gente sabe que o que vai decidindo (e ordenando?) vidas femininas é o relógio biológico. Ora o meu está a começar a funcionar estranhamente, como um travão gasto que me força a medidas ponderadas. Recuso-me a acertá-lo para despertar a determinada hora, mas volta e meia lá falha a luz ou quê, sente falta de bateria ou atenção, e começa ele a apitar incomodamente.
E era só um adiantamentozinho, e podia ser que a pancada me passasse...

Um dia, quiçá, um dia...

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Descubram as Diferenças



Não, não é um "Antes e Depois"... É um "Não são assustadoramente parecidos?" (atentem particularmente no minuto zero, segundo cinquenta)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Bichezas

Primeiras horas da madrugada numa rua deserta de VNF, dois lixeiros e, cruzando o seu campo de visão, duas moçoilas. Alvitre:

Homem qu'é homem, não bebe leite. Come logo a vaca!


Lixeiros, a meter trolhas no bolso desde mil-nove-e-noventa-e-sete.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Estaremos a perder os super-poderes?

E Jesus disse: "Levanta-te Cardozo!"

E o Cardozo continuou deitado no chão...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Afinal não é só na FCUP que é possível...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Só p'ra dizer que te amo

Não gosto que os comentadores de futebol digam "Izmailov".
Acho que não deviam ter medos e que, superando quaisquer receios, deviam conseguir dizer sem rodeios, a alto e bom som, e em bom Português, "O Meu Amor".

O quão mais fofo é: "Gooooolo do Sporting!, pel'O Meu Amor", ou "O Meu Amor sofreu uma falta feia"?

A culpa é dos Clã, que disseram que "a Língua Inglesa fica sempre bem". Fica bem, sim senhor, mas corta o sentimento à coisa. E a coisa com o sentimento cortado, não vale o mesmo...

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Daqui não sais


Parece-me -e isto é só uma opinião-, que aquele cadeado era desnecessário.

Mas também não estou bem a par de como anda nos dias de hoje o mercado negro dos monociclos...

(Peço desculpa pela fraca qualidade de imagem, mas o telemóvel ainda é do tempo em que eles eram mais usados para telefonar, e menos para acções deste género)