terça-feira, 10 de julho de 2007

Rejubilem!

Jovem! Tu que acabaste agora o 12º ano (ou não! Que se calhar isso nem interessa muito...), procuras emoções fortes, és dado a escândalozinhos e fazes tudo para estar envolvido num, então aproveita esta oportunidade única e singular de ingressares na Universidade mais mediática e conhecida de Portugal (pelas piores razões, mas também, para que é que isso interessa?...)
(Um aparte: eu atrasei-me... Aqui há tempos no site da UnI tinha um textinho de aliciamento muito bem produzido (e uma das coisas que dizia era mesmo que eram a Universidade mais conhecida de Portugal, razão suficiente para se querer ir estudar para lá...). Agora já lá não está, com muita pena minha porque era mesmo digno de nota. De qualquer das formas, segue-se um texto quase tão bom quanto o que não vos posso dar a ler...)


A UnI

O Ensino Superior assiste, nos dias de hoje, a uma mutação quase vertiginosa (culpa de quem, culpa de quem?). A Universidade Independente assume-se como empenhada em dar a verdadeira dimensão da palavra universidade, ao Ensino que aqui praticamos.

Na UnI, não somos meros espectadores dos acontecimentos externos, antes, tentamos antecipá-los e criar os instrumentos necessários para antever o Futuro. (aaahhh... Então é isso... Era óbvio que tinha que haver uma justificação mais que plausível para o que sucedeu... Estavam a antever o futuro! "Portugal a estagnar, sem motivos de agitação social à base do cochicho? Pumba, José Sócrates, tu vais-te licenciar no próximo Domingo, e um dia hás-de ser Primeiro-Ministro!" -"Ora bem mas eu..." Dito e feito...)

Para ajudar a conhecer a UnI, deixamos aqui as nossas principais características.

São seis as palavras que nos qualificam e definem:

A UnI é:

ÚnIca: porque promove a unidade nesta diversidade imensa. (licenciamos ao Domingo!) Incentiva cada Aluno a promover o seu espírito crítico, para que, por si só, possa ser um dos pilares da mudança necessária. (e se, "por si só", não conseguir, tem o apoio de um professor inteiramente disponível para três cadeiras).

Irreverente: na forma de ser e de estar. Aqui, não se busca a perfeição. (Estranho... Isso é coisa aliás para nem passar pela cabeça de ninguém, vá-se lá perceber porquê...) Buscamos a permanente vontade de aprender e experimentar (experimentar o sistema judicial Português, bem como os Meios de Comunicação Social), interagindo com o mundo como ser sensível que é.

Inovadora (licenciamos ao Domingo! (ai... já tinha sido referido... Perdão...)): A UnI quer ser o local que desperta a vontade de estar e aprender, sem aquele sentido de obrigatoriedade ( xD a sério?!). A aprendizagem tem um cariz estimulador, que alimenta e desperta a emoção ("emoção", boa!)

Independente: no contexto actual, privilegiamos uma Universidade difusora de princípios (Princípios? E depois ainda dizem que são os "Morangos com Açucar" que estão a dar cabo dos princípios da malta jovem! Com exemplos destes a partir de cima, é que não vamos a lado nenhum...) e de procura constante de argumentos que permitam ao Aluno imaginar para além daquilo que nos é dado a conhecer (é preciso comentar? É que não é mesmo... Está tudo dito.).

Por isso é que privilegiamos:

As Ideias: porque a Universidade tem responsabilidade directa na promoção competitiva do País (Primeiro-Ministro blá blá blá acessores blá blá blá, Secretários de Estado blá blá blá, Empregadas de Limpeza blá blá blá...), a UnI impulsiona e instiga as novas ideias, sempre na senda do sucesso e da melhoria.

E a Investigação: porque entendemos que a ciência não pode, nem oferece respostas a todas as necessidades subjectivas do indivíduo. Assim, incentivamos todos e cada um a encontrar as soluções adequadas e necessárias, tornando a ciência um saber produtivo (Como Tirar Um Curso Sem Nunca Ir Às Aulas em Três Passos. É um suponhamos... Só um exemplo...).

2 comentários:

ALV disse...

Eheheh!

Não dou 3 dias até chegar a queixa-crime :)

ἀπὸ μηχανῆς βιλα disse...

LOL shiu! Não agoire porky josé!

Mas devo confessar que isso não foi nada que não me tivesse passado pela cabeça... Que eles andem aí!!!