quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Errar também é desumano

O erro mais absurdamente fantástico da minha impressora (e ela não tem sido regrada no que toca a erros...) e, arrisco dizê-lo sem medo de errar, de todas elas em geral!:

[clicar para aumentar]


O ficheiro estava direito, o texto estava perfeito, pois no entanto, aqui a miquelina conseguiu, não sei por que mão guiada, imprimir cada letra de cada palavra dum texto perfeitamente normal com a letra seguinte à em questão (quem vai no alfabeto e segue do A ao Z). Confuso? Agora imaginem como eu fiquei quando vejo uma dezena de folhas a saírem assim! Exemplo: BAP (que é a sigla da cadeira), neste criptograma é CBQ (B passa a C; A passa a B; P passa a Q).

Ele há coisas que sinceramente... E são todas para mim!

10 comentários:

Caia disse...

Estou do teu lado! Já declarei guerra à minha impressora... enerva até o mais santo!

who's yo' mama?! disse...

Esta minha dá-me cabo da cabeça. Como quase todas as que já tive... Se eu não fosse tão confiante, começava a achar que o problema era meu :P

Miguel disse...

Dizem que cada um tem o que merece...

Que andas tu a fazer, rapariga?
Isto não é normal!!!!

:|

who's yo' mama?! disse...

A normalidade aqui é completamente anormal ;)

É "normal" coisas extraordinárias acontecerem...

Miguel disse...

A 2ª frase não acho má... Tem até bastante potencial!

A 1ª... já tenho as minhas duvidas!

Em que ficamos?

Martinha disse...

ahah que medo, alguém lhe andou a ensinar uma espécie de código qualquer :D

eu tive BAP ^^

Enia disse...

WTF?!

who's yo' mama?! disse...

Miguel: nas duas, que eu gosto mesmo é de criar confusão. (Na verdade, ambas faziam perfeito sentido quando as escrevi. Agora, já não estou tão certa mas, assim como assim, não estou muito para pensar... ;) )

Martinha: o prof. Rubim é das coisas mais fantásticas que aquela Faculdade tem, não é? :D

Enia: ou como diria a minha impressora: "XUG". Que, Miguel, isto sim, tem potencial! :P

Martinha disse...

É verdade. E deve-me 30cent do café da máquina há um ano :O

who's yo' mama?! disse...

:O Rubim, seu safado!