terça-feira, 14 de setembro de 2010

O que cabe dentro dum Verão

Cabe a praia e o campo, o litoral e o interior, a piscina e/ou o mar; cabe o cinzento duns dias, o amarelo e azul de outros e o branco cintilante dos restantes, poucos, que se deixam abrilhantar pelo rugido do mar; cabem chuviscos estivais e chuvas invernosas; cabem nortadas perigosas quando se anda de saia, capazes até de interferir com o movimento da Terra; cabe um par de dias chochos, e uma enormidade de outros que valem muito mais do que quantos são, de tão prazenteiros e paradisíacos, que se preciso fosse fazer deles hábito, nem o sentíamos ser obrigação; cabe o jogging na marginal, acompanhado por fins-de-tarde de cortar a respiração e pelos incentivos que vêm da praia; cabe a decepção que foi o desaparecimento da Blockbuster e a falta que se afigura vir a fazer; cabem canadair's em constante rodopio, para cima e para baixo, em voos rasantes à praia; cabe o "bacalhau sun sec" das Eslovenas e os "ESQUILOS!" do Sudoeste; cabe o sal a repuxar a pele e a pontuá-la de brilhos metálicos; cabe o pregão da "sardinha miúda!"; cabem "palavras" como "piscuinhas", e frases como "Lucas, be careful with areia", "nos dois primeiros 3 minutos" ou "vós que estais a ver, tentem não chorar"; cabe a problemática do iPhone, os negócios do iPhone; cabe uma capa de revista com um primo casado e de mão dada com outra, "ai não, espera lá, afinal é só um sósia!" (será?); cabe o nevoeiro e o calor, o nevoeiro e o frio; cabem pores-do-Sol no Ferrari; cabem jantares no sushi, no chinês, no Burguer King, cabem caipirinhas e feijão preto, cabem camarões na brasa e picanha, numa internacionalização de sabores abençoada para as papilas gustativas; cabe toda a gente dizer "a Raquel ainda está a comer?!", "a Raquel nunca está cheia", "oh Raquel, ainda comes?!", "ainda vais comer mais?!", "não fales, Raquel, come!", "pronto, *o que quer que tenha sido... Acho que era compota...* vai para a beira da Raquel, nunca mais ninguém come!" (cambada de invejosos! Queriam é comer como alarves e ter esta forma física! Não que eu coma como um alarve. Óbvio...); cabem os crocodilos do Mário:
"-A Raquel diz que quer ver os teus crocodilos"
"-Quer ver O QUÊ?!";
cabem calças azul-eléctrico; cabem bolos com creeeeeme; cabe o sofá da ninhada: "Lá vão elas para a ninhada! Parecem ratinhos!"; cabe natação ao fim da tarde; cabem gelados da Smile; cabe a "melhor" maneira de me sentir velha: ir a uma discoteca em pleno Verão... (só canalhada, pá! De que é que estavas à espera?...); cabe um Romeu qualquer, desgraçado, que ou tem muito para aprender da vida, ou não me deve estar a ver bem com os dois olhos...; cabe um pôr-do Sol memorável, o Sol mais redondo e vermelho que nunca, esperar com os pés no mar até que ele desapareça, não querer estar noutro lugar que não aquele; cabe, inclusive, conseguir arrombar-se uma porta à moda dos manfios, e a segurança de que se a carreira científica der para o torto, temos um plano B viável...; cabem conversas sérias "-Ah e tal, aquilo lá da Federação e da Selecção é tudo uma mama!", e diz a parvalhona "Então... o Carlos Queiróz é o cancro da mama!"; cabem lesões estranhas, que se arranjam na piscina:
"dei cabo dum tendão da virilha..."
"-!!!"
"...na piscina!" (logo eu, que nem nado bruços, só tudo e mais alguma coisa que seja bater os pezinhos...);
cabe a maior piada delas todas: "-É boa aluna, não é? Tem cara disso...". Oh Dona Maria do Carmo, bastasse-me a cara, e a esta hora, já eu era muita coisa, e boa em todas elas!; cabe a falta que tu sempre fazes, que continuas a fazer; cabem piropos como "Olha a miss!" e "Eu até estava a pensar: quem será aquela que está ali deitada" (e tirarem os óculos ao olharem para nós *eu não te disse, coisito, que tem pinta?*); cabe o bom e o nem por isso que até já esqueci no meio do princípio que já lá vai tão longe que mal me lembro dele, e do fim que há-de vir, pois qual já acabou, qual quê?, que continua a pulsar cá dentro, marcado a tinta dourada no meu corpo.

4 comentários:

by "A Invisível" disse...

Minha querida;

Por momentos ao ler o teu comentário (para aprovação) fiquei confusa porque não estava a ver a que se referia. :)) Mas depois entendi, no seguimento dos comentários anteriores do referido post. :))

Beijinho e boa semana* :)

Caia disse...

De volta... :D

O Verão é grande!

who's yo' mama?! disse...

(já tinha umas certas saudades)

O Verão é enorme ;)

Martinha disse...

(logo leio, com atenção :D o tempo não abunda agora!)