terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Pelo dia de hoje II

Não podia deixar passar em branco este dia. ("em branco". 'Tá boa esta... E nem foi de propósito!)
Mas como eu estava a dizer, este é um dia especial que merece ser referido e referenciado de forma a ficar para a posteridade. Os dias em si nunca se repetem, mas há dias mais importantes que os outros, pela carga que em si comportam. Hoje, a Dona Lídia *vénia*, mãe extremosa e orgulhosa desta vossa com amor, faz anos!!!

Dizem também que lá para os lados da América, continente de inúmeras diversidades pontuado, fez-se hoje História da boa. Dizem, e eu acredito. Aliás, sou inclusive uma das que diz isso mesmo, fazendo pois parte integrante da coisa não me limitando a concordar: hoje fez-se História da boa nos Estados cada vez mais (até ver) Unidos da América.
Gosto do senhor, simpatizo com ele, acho-lhe o nome patusco, chego mesmo a acreditar que ele pode (até com o H do nome que muitos gostariam de lhe ocultar... *subtileza*) que tem até provas visíveis disso, pois que chegar à Casa Branca já foi muito, quase tanto que quase mais não lhe podia ser pedido. Será, certamente, mas não creio ser preciso, que ele sabe o que faz falta, que ele sabe com que engrenagens se quer que o Mundo pule e avance. Pelo menos fez-nos acreditar que se pode mudar, que se pode dar a volta às mais intrincadas crenças. Por mais nada que seja, pelo menos hoje, houve um Planeta a acreditar piamente em utopias. E isso já valeu.

1 comentário:

Ribossoma disse...

parabens para a Dona Lídia! *yey*

e yes we can! ;) a ver se é desta q isto começa a melhorar...