segunda-feira, 14 de junho de 2010

O Santo António em V. N. Famalicão é...

Antes de mais, são as "Antoninas", que isso de ser o "Santo António" pode ser num sítio qualquer, e nós aqui somos especiais.

É ter a vinda da GRANDE Daniela Mercury, num concerto fora de série, com duas horas e meia de pulos e coreografias, com um cheirinho de "roqui end rou" à boa maneira dos Xutos, com Carmen Miranda e Roberto Carlos ("até a Daniela Mercury canta Roberto Carlos", bah...), com os filhos da mesma (pasmem-se...) e os seus negrinhos também (oh sim!), com telas lidas com o que a imaginação conseguir numa hora de espera, com apelos para pedidos de casamento e confissões de "e eu qui mi fui cásá, no qui mi fui mêtê. Foi duro ná hora do sim.", com convites para irmos ao Algarve e a Cascais ver mais do mesmo, para irmos ver a Copa ao Rio em 2014, pedidos para intercedermos junto de nuestros hermanos para que Brasil e Portugal passem em frente na Copa deste ano, com um "meu pai é Antônio, quando chegá ao Brasíu vou-lhi djizer: papai, você havia dji vê a feista que êlis fizeram lá p'rá você!", que a mulher até de língua estava louca "qui vocêis já devem 'tá pensando: ela não istá bem, endoidô!", qual pensar isso, qual quê, que foi mas é um concerto brutalíssimo, do melhor que há.

São as casas-de-banho conjuntas do Estádio...

É ter putos e, pior, "anões" (mentira, era uma miudinha muito fofinha...), a trabalhar nas barraquinhas dos "comes e bebes".

É ter caziliões de povo nas ruas na noitada do dia 12, que eu já não via tanta gente junta desde... a última vez que vi assim tanta gente junta (mas nunca aqui na terrinha), que se a cidade tivesse costuras, tinham rebentado!

É ter dito à minha mãe "um dia vou querer entrar numas marchas" e ela ainda hoje olhar para mim e rir-se até perder o ar.

É fazerem um espectáculo de fogo de artifício num parque cheio de árvores e no meio de milhentos prédios, que é, aliás, o melhor lugar, diga-se...

É serem umas festas desde há "15 anos... 115 anos", que o suspense sempre manteve o povo mais atento -o sucesso aliás, que o Bond... James Bond teve à conta disso-; é inventar-se a Fundação "Aryton Sennas", que diz que para lavar roupinha suja e gelar umas cervejolas, não há melhor!

Para o ano há mais.

2 comentários:

Moço do Chapéu disse...

Tu numas marchas?!? LOOOOOOOOOL!!

Para o ano vou novamente, acho que vai haver uma mulher com barba a servir nas barracas... xD ate pq vai ser o decimo sexto, centesimo decimo sexto aniversario das festas!!

E poder ser que a filha da Daniela volte 8-)

P.S. - http://www.portalibahia.com.br/blogs/nemteconto/wp-content/uploads/2008/08/cortada.jpg

who's yo' mama?! disse...

Mas porque é que tem tanta piada? Não vos percebo e, eu própria,sou uma incompreendida...

Pode ser é que voltem os negrinhos 0:)

E para que queremos nós uma foto da Daniela com a filha?